Catequista Amadora
banner,blog,lirio


NOVO ENDEREÇO

 

Estou de "CASA NOVA" e você vai me achar neste link:

 

http://catequistaamadora.blogspot.com



Escrito por Angela Rocha às 11h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




FELIZ ANIVERSÁRIO RENATA!!!!

 



Escrito por Angela Rocha às 22h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ACESSE O BLOG DA COMISSÃO EPISCOPAL PASTORAL PARA ANIMAÇÃO BÍBLICO CATEQUÉTICA 
CATEQUESE E BÍBLIA

MANDE NOTICIAS, EVENTOS, PARTILHAS, REFLEXÕES DE SUA COMUNIDADE!


Escrito por Angela Rocha às 20h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




NOVIDADES...

Aqui você vai encontrar três anos de arquivos com muita luta, empenho, música, vídeo, choradeira, alegria... de uma Catequista Amadora... pegue uma xícara de cafezinho e deleite-se:


 

Mas... as NOVIDADES, você vai achar neste link:

http://catequistaamadora.blogspot.com



Escrito por Angela Rocha às 13h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A expectativa do domingo...


* por Ângela Rocha

Acabei de temperar o frango e deixar pronta a farofa do recheio. Estou agora cozinhando as batatas. Já fiz o molho da maionese e lavei as verduras da salada. E amanhã pretendo levantar bem cedinho e rechear e por o frango para assar. E deixar um bilhete minucioso sobre como por o arroz para cozinhar e o tempo e a temperatura exata do forno para não deixar passar ou ficar cru o assado.

E esta é uma rotina bastante parecida com a de centenas de catequistas que pretendem dedicar seu domingo a um Encontro de Formação. No meu caso, a Concentração de Catequistas da Arquidiocese de Londrina. Estar longe de casa e da família implica em deixar as coisas já “em andamento” para o almoço do domingo. Já “pecamos” em deixar os nossos sem a nossa presença naquele que seria o dia em que a família se reúne. Pecado maior seria pedir aos nossos cônjuges, que normalmente trabalham a semana toda, que se “virassem” sozinhos ou fossem comer fora. Sem contar que isso, via de regra, é um ônus com que a maioria das famílias não pode arcar.

E fico aqui pensando o quanto essas minhas ações são repetidas aí, pelo Brasil afora. No quanto à dedicação à catequese faz com que muitas mulheres se desdobrem em duas, às vezes três, para dar conta do recado. Isso quando ainda não o fazem contra a vontade de seus maridos. Mas precisamos de formação. Precisamos estar cientes e conscientes de que só conhecer a realidade do mundo não basta. É preciso saber como a nossa Igreja vai lidar com essas realidades. É preciso partilha, oração e celebração em conjunto. E as formações, para ter um alcance maior, são em finais de semana. Os próprios encontros de catequese o são para as (os) catequistas que trabalham fora.

E o interessante disso tudo é que, longe de encontrarmos nestes encontros, pessoas “emburradas” e descontentes por estarem lá, encontramos catequistas animados e dispostos a dar o melhor de si nesses momentos. Sorrisos, cumprimentos, abraços calorosos, reencontros, emoção. São encontros cheios de “graça” em que o Espírito Santo, essa “rebeldia”, como diz Ir. Nery, toma conta de nós. São em momentos assim que revemos amigos, que oramos juntos e cantamos a felicidade de sermos catequistas discípulos missionários de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Oro fervorosamente, que este encontro de amanhã seja para nós, mais um destes momentos de Graça, em que nem nos lembramos que existem frangos assando no forno, só nos lembramos do júbilo de servir ao Senhor e poder estar juntos, em comunidade, lembrando sempre que, onde um ou mais estão reunidos em nome do Senhor, ali está Jesus.

Londrina, sábado, 21h38, dia 24 de setembro de 2011.


Escrito por Angela Rocha às 13h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




NOVO ENDEREÇO

PROCURE-ME NESTE ENDEREÇO:

 

http://catequistaamadora.blogspot.com



Escrito por Angela Rocha às 08h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Estou de mudança de novo!!!

Não... ainda não estou indo pro meu lugarzinho dos sonhos... Infelizmente...

Por enquanto só estou mudando o blog de lugar...

Pra um lugar bem mais fácil de achar e se movimentar também... O único porém é que vocês terão que abrir um conta no google para poder comentar ou seguir o blog...

Até aí, problema nenhum... Internauta que se preze tem que ter uma conta no Google, afinal de contas só ele é dono de mais da metade do mundo virtual... rsrrsrs

Enfim... ainda estou testando ferramentas e recursos. E este blog ainda vai continuar existindo, mas somente como fonte de referência e "arquivo". É impossível migrar as postagens pra lá. Coisas de servidores de blog...

Mas o novo endereço, aque ainda está em fase de "decoração" é este:

http://catequistaamadora.blogspot.com

Faça- me uma visita, deixe um comentário, seja um seguidor... daqui a pouco ofereço um cafezinho...



Escrito por Angela Rocha às 23h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Reflexões: Bíblia e Catequese

Muito se fala sobre Bíblia na Catequese. O grande jargão catequético é que não se faz catequese sem Bíblia ou ainda, a Bíblia é o Manual da Catequese por excelência. Verdade? Conceito? A realidade é que muitos catequistas ainda têm uma grande dificuldade em interpretar a Bíblia... e não seriam capazes disso, se os manuais de catequese não os ajudassem.

Sendo a Bíblia, o livro que contem a Revelação que Deus fez aos homens através de ações e palavras e, a Catequese, atividade que a Igreja utiliza para a transmissão dessa revelação, é imprescindível a união das duas. Muitas são as passagens bíblicas utilizadas na catequese de crianças e jovens. E elas exigem um verdadeiro entendimento por parte do catequista, caso contrário, a palavra não será revelada e muito menos a mensagem compreendida. 

O catequista que encontramos em nossas paróquias, pouco ou nada faz de estudo bíblico. Vai aos encontros com a Fé e a Coragem, sem, no entanto, poder prová-las se for questionado pelos seus conhecimentos e interpretação da palavra. É fato que, numa discussão sobre bíblia entre católico e evangélico, este último vai ganhar, e de lavada, dos parcos conhecimentos que o católico tem da Palavra de Deus.

Claro que, até bem pouco tempo, o povo sequer tinha acesso a Bíblia como linguagem escrita. Mas isso vem mudando, e hoje se sabe que a Bíblia é o livro mais editado no mundo. Então, por que, ainda é tão difícil o seu entendimento e interpretação? Temos hoje edições revisadas e editadas em linguagem atual. Temos bíblias, como a do Peregrino, onde as citações, com interpretações detalhadas, são maiores até do que o texto. Temos inúmeros livros de interpretações dos evangelhos. Diversos autores se dispõem a ajudar e esclarecer tópicos obscuros na interpretação desta ou daquela passagem. Escolas e formações sobre Bíblia são oferecidas aos agentes de pastoral. E ainda assim encontramos muitos catequistas completamente leigos no assunto. Catequistas que não sabem dizer aos seus catequizandos o que Jesus quis dizer... Porque Jesus falava muito por parábolas. Um recurso de comunicação da época que pode, muitas vezes, levar a interpretações errôneas da mensagem que Ele quis transmitir.

Sabemos que a Catequese Católica, apesar de toda a tecnologia de comunicação existente, prescinde ainda de pessoas, de locutores que saibam fazer ecoar a palavra. Para se encontrar o caminho, o primeiro passo é a escuta. Assim como Jesus no caminho de Emaús, que escutou, iluminou com palavras as incompreensões e injustiças e depois ensinou os discípulos a repartir o pão; precisamos escutar. Escutar os anseios dos nossos catequizandos e saber interpretar a Palavra que dá alento e alimento à caminhada. Só assim seremos verdadeiros catequistas. E isso não se faz exclusivamente por ação do Espírito Santo. Faz-se com esforço, leitura, discussões, reflexões. Só conhecendo e estudando as Escrituras sagradas é que faremos eco da mesma.

Ângela Rocha
Catequista


Escrito por Angela Rocha às 07h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PARABÉNS DARLENE!!

E hoje é aniversário de nossa querida DARLENE!!

Parabéns a essa família linda por ter alguém tão especial...


E quando penso que um dia cheguei a duvidar da existência dela... devia bater minha cabeça na parede!

Sei que muitos já conhecem a nossa história, mas gostaria de colocar aqui um depoimento que fiz contando como nos conhecemos e ficamos amigas. Ele foi escrito em janeiro de 2010. Mas conheço a Darlene desde maio ou junho de 2009.

Amizades também começam briguentas...

Conversando com a Darlene no MSN, lembrávamos de como foi que começamos nossa amizade. Foi uma coisa, por assim dizer, inusitada (alguns diriam que, em se tratando de mim, nem tanto): Comecei brigando com ela.

No começo do ano passado, ela estava desanimada. Chegou a desistir de ser catequista. Mandou um depoimento para o Alberto (lembram?) reclamando das tantas coisas que acontecem conosco na catequese. Sim, porque acontecem as mesmas coisas, em qualquer lugar que seja do Brasil. Só muda o endereço, como diz o ditado. Infelizmente a catequese não tem a valorização que merece em muitas paróquias e comunidades.

Bom, o fato é que fiquei revoltada com a Darlene. Onde já se viu, desistir de ser catequista? E me arvorei em defensora do “projeto catequético”. Mandei um e-mail desaforado pra ela, dizendo coisas do tipo: “Na catequese não há pais perfeitos, crianças perfeitas, padres perfeitos nem Igreja perfeita. Por isso se chama Catequese. (...) Se não existissem pessoas que precisassem não existiria catequese. Quer coisa fácil? Fica em casa lavando louça!” Isso quando muitas vezes, eu mesma, pensei da mesma forma que a ela. Quis desistir muitas vezes já... Recuperei meu bom senso alguns dias depois e mandei outro e-mail pedindo desculpas. Mas ela não se manifestou em nenhuma das duas vezes.

Acontece que “esta mulher aqui” é fogo na roupa!... Conversando com o Alberto, aliás, “brigando” com ele, recebi uma dura pelo que andei falando para a Darlene. As mulheres (eu pelo menos) costumam ver coisas onde elas não existem. Aquele dia estava de pá virada e não gostei da reprimenda. Fiquei aqui imaginando: Eu não havia mandado o e-mail com cópia para o Alberto. Como é que ele sabia o que eu havia dito? Imediatamente acusei-o de criar a “personagem” Darlene, para nos fazer refletir, para enviar a mensagem do “não desista”. Claro que ele, com todo o direito, ficou muito chateado. Eu estava duvidando da sua palavra e questionando suas ações.

Passados dois meses disso, a Darlene me chamou no MSN. Realmente, ela existia!! Minha língua, que já tinha sido mordida, foi de novo... (Nem sei como não me enveneno com ela!).

 E começamos a conversar. A partir daí, estabeleceu-se uma amizade que considero das mais caras. Pude entender os sentimentos dela, que na verdade, são os meus também. Quantas vezes não nos sentimos impotentes diante das coisas? Quantas vezes não nos achamos despreparados para enfrentar tantos obstáculos? Eu mesma já me flagrei muitas vezes perguntando: “Porque estou aqui afinal? Porque não to lá na minha casa na boa?”. Seria tão mais fácil!  

Acho que acontece isso com todo mundo: pensar em desistir. Comigo acontece, mas passa logo. Procuro lembrar de uma frase do próprio Alberto naquela mensagem para a Darlene: “Não desista, o mundo precisa do nosso ardor e da nossa paixão”. Eu ainda complementaria: “Precisa de gente menos língua de trapo também!”.

Ontem a Darlene manifestou seu desânimo novamente. Mas sei que Darlene não vai desistir jamais da catequese. Ela é uma mulher de garra, de fibra. Ela só é humana... Pediu aos amigos, socorro num momento de angústia. Mesmo brigando acho que fui de alguma utilidade para ela. Tenho também que pedir perdão a ela, por ter sido tão prepotente e dona da verdade. Verdade que não possuo. E a você, Alberto, pelas tantas vezes que sou tão chata e impulsiva... E, por não ser o “anjo” que você precisa que eu seja.

* * * * * *

E o engraçado disso tudo é que hoje, a Darlene está lá, firme e forte na catequese... E eu estou aqui "balançada", pondo em dúvida minha capacidade de catequista e sem uma turma de catequese... as vezes acho que nem paróquia tenho mais...

Mas a Darlene é assim... ela as vezes diz que não "sabe nada", que "não é nada"... Darlene é uma pessoa tão "simples" que chega a ser um tesouro dos mais preciosos. Uma "obra-prima" como na música que ela tanto gosta.

Pois nunca em minha vida encontrei uma pessoa tão sábia e forte em sua simplicidade. Uma pessoa que perdeu pai e mãe com diferença de dias e ainda assim nos deu e nos dá força e alento pra enfrentarmos nossas pequenas tristezas. Um mulher extremamente dedicada a sua família, que não se cansa de ajudar o próximo e para quem não existe cansaço...

E a Darlene hoje, no seu aniversário, está com o esposo no hospital...

E a única coisa que posso dizer é que desejo do mais fundo do meu coração, que Deus lh e dê toda a força que ela tem nos dado aqui nesse grupo e mais todas as bênçãos do céu. Porque essa mineira raçuda merece!

Te amo muito Darlene!!!

Mil beijos pra você!!!



Escrito por Angela Rocha às 07h55
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS VIA WEB

PARTICIPE!! 


Estamos sempre falando no quanto as formações de catequistas são necessárias... E no quanto este nobres discípulos missionários já ocupam seu tempo com as diversas atividades da catequese. Pensando nisso e atendendo uma solicitação do catequista Adilson do Grupo Catequistas Virtuais, que pediu para estudarmos no grupo o Catequesi Tradendae, surgiu a idéia de estudarmos os documentos referenciais da nossa Igreja e seu impacto na Catequese. E que esse estudo pudesse ser feito no tempo disponível de cada um. A solução? Um estudo via internet. Utilizando o e-mail e o espaço que a internet nos proporciona.

Como participar da formação pela Internet?

 Primeiramente você deve efetuar sua inscrição através o e-mail:

INFORMANDO:
NOME
E-MAIL
PAROQUIA/CIDADE/ESTADO
FORMAÇÃO (nível médio/superior/especialização)
CATEQUISTA DE QUE ETAPA
AREA PROFISSIONAL EM QUE ATUA
MÓDULO (que quer fazer)

Este e-mail deverá conter todos os dados completos. Assim que for verificado que todos os dados solicitados foram enviados, você receberá um e-mail confirmando a sua inscrição e com informações sobre o 1° módulo.

Módulo I – A catequese e o Concílio vaticano II
Início: 01 de outubro de 2011.
Módulo II – Catequese e a Conferência de Medellín
Início: 15 de outubro de 2011.

Os demais módulos vão estar disponíveis assim que forem formatados.

Como se realizará o curso?

A formação se divide em módulos. Ao final de cada módulo, você encontrará perguntas que devem ser respondidas em arquivos do word e enviadas para o e-mail informado, a fim de serem devidamente corrigidas e devolvidas a você com uma nota referente a cada módulo estudado.
Antes de enviar suas respostas com as respectivas perguntas de cada módulo, seria interessante que sua dúvidas e reflexões fossem partilhadas com o grupo, que será formado assim que tivermos o e-mail de todos os participantes. A idéia é que haja interação e partilha de informações com todos. Para um melhor acompanhamento do estudo, pedimos-lhe que cada remessa com as respostas do módulo, seja feita em até trinta dias.
Ao final do curso, será conferido um CERTIFICADO para cada módulo realizado. Destacamos, ainda, que esse curso é de formação pastoral e pessoal. Não devem, portanto, ser utilizados para complementação curricular de formação acadêmica em instituições públicas ou particulares de ensino superior.

Demais informações e dúvidas serão sanadas ao longo da formação ou pelos e-mails:


Bons estudos!


Escrito por Angela Rocha às 21h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




E o prazo de validade vai vencendo...

Hoje de manhã saí toda feliz para fazer serviço voluntário. O plano de sempre: caminhar os 2,5 quilometros até a escola, ficar até as 10 hs e depois dar mais uma cmainahda de 1 Km para ir à imobiliária pagar o aluguel, e voltar caminhando.

Só que lá no meio do caminho, minhas artroses, osteófitos, dores e velheiras me disseram que não dava não... E fiquei naquela duvida: se voltava o meio caminho que tinha andado ou ia em frente. Fui em frente. E passei duas horas com dor na escola... e mancando ainda fui a imobiliária. Mas não deu mais que isso... Tive que voltar de condução pra casa, chegar tomar um remédio e deitar um pouco... Parece que vou voltar a ser a "velha" de sempre... rsrrsr...

Tem problema não! A tarde vou fazer fisioterapia e me ajeito... Só me perdoem por ficar ausente um pouco do blog...

Hasta la vista!

Aproveitem minha ausência e visitem dois lugares muito aprazíveis:

O blog CATEQUESE E BÍBLIA DA CNBB, que está bombando ultimamente e;

minha PASTA MAIS UOL, que tem música, texto, video, foto e muita distração....



Escrito por Angela Rocha às 12h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Parabéns Simoni!

HOJE É ANIVERSÁRIO DA SIMONI!!

Catequista querida de São João Del Rey! Dias intensos de felicidade para você!

Saudade imensa do nosso encontro ano passado!

E para você uma música!

http://mais.uol.com.br/view/12080839

Acho essa música linda... mas esqueça as partes tristes e lembre só dessas frases:

É impossível esquecer você...

É impossível esquecer o que vivi, o que senti... É impossível...

Beijos minha querida e que Deus te abençoe sempre!!



Escrito por Angela Rocha às 21h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Pensamento e propósitos

BOM DIA! Meu caros amigos leitores, a mudança está cada vez mais próxima!

Nem que seja de servidor de internet! O UOL continua tornando minha vida um caos. A última: não consigo me comunicar com ninguém que tenha endereço do Yahoo... Ligo lá e me dizem que está tudo normal... Valha-me Tiago Alberione! Não dá, não dá pra se comunicar assim!

Mas falando em mudanças, preciso mesmo mudar algumas coisinhas em minha vida... E a gente posterga, mas chega uma hora que simplesmente não dá mais! Preciso ser mais dinâmica e pró-ativa. Preciso ser mais determinada e organizada. Preciso criar uma rotina de trabalho. Mas você nem trabalha! É verdade. Nem trabalho fora... Mas "dentro"... é outra história!

Fica aqui um pensamento de nosso filósofo Kant:

"Toda reforma interior e toda mudança para melhor dependem exclusivamente da aplicação do nosso próprio esforço."




Escrito por Angela Rocha às 07h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Agradecimento...

Quero agradecer a todos que me felicitaram pelo nosso aniversário de 25 anos de casamento.

E aos que não também, porque se soubessem, sei que teriam feito... rsrsrs... Não raro a gente passa batido mesmo!

E as vezes penso que, como o Alberto brincou, quem merece parabéns é o Paulo por me suportar tanto tempo... rsrsr... Ou como disse minha amiga Rose, o Paulo merece os parabéns por ter achado alguém especial como eu... rsrsrsr... Perdoei o Alberto porque depois ele me mandou um abraço no programa da rádio e me elogiou um monte...  E acho que a Rose não me conhece direito... rsrsr...


E na terça-feira fomos a missa e coloquei nas intenções a Ação de Graças pelo nosso matrimônio. E no fim da missa, antes da benção final, o padre nos chamou lá na frente do altar... "
Vem cá Paulo, vem cá Angela."... O Paulo não é dado muito a essas coisas, a metida aqui sou eu... Mas ele foi...

O padre fez uma preleção bonita dizendo o quanto é importante esses exemplos para a comunidade. E disse também que, mesmo com a desvalorização deste sacramento hoje em dia, ele tem feito muitas bênçãos por aniversários de casamento, o que mostra que ainda existem muitos casais felizes.


E lá no altar, Pe. José segurou nossas mãos juntas e abençou as nossas quatro alianças... Sim, quatro, porque as duas que tinhamos e que ficaram apertadas (engordamos um "pouquinho" ao longo dos anos) eu mandei juntar num aparador e uso junto com a aliança atual. E numa bonita bênção renovamos nossas promessas. Maria Paula que estava conosco, também nos abençoou. Eu fiquei tocada de fato... choro até quando recebo os respingos de água benta... Foi emocionante... Acho que mais até do que no meu casamento! Porque lá eu era uma menina deslumbrada que nem sabia o que queria...

Agora refiz as promessas sem qualquer incerteza de futuro... Sei que vou ser fiel, amar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza... a esse homem, até que a morte nos separe. E confio plenamente que ele pensa como eu. Nada mais simples e maravilhoso...

Obrigado meus amigos por partilharem comigo isso...

Ah... e não tirei foto nenhuma. Ia estragar a beleza do momento. Ficou gravado em meu coração para sempre.



Escrito por Angela Rocha às 13h12
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fazendo "Angu"

Bem depois de muita discussão, resolvi deixar o mundo aparentemente "cor-de-rosa", em paz... Chega de dar minha opinião sobre tudo, alertar sobre erros e equívocos e querer consertar o que não tem conserto. As vezes acho que levo a sério demais a missão de catequista... Nos últimos dias briguei pelo auxílio-reclusão, pela greve dos carteiros e pela seriedade do blogs de catequese! Só isso... rsrsrrs...

Como saí dessas "brigas" todas? Com a sensação de que não deveria ter entrado!

Primeiro que as pessoas preferem acreditar em tudo que algum e-mail idiota, que nunca tem o autor, diz, do que procurar a informação em fontes confiáveis. Depois que julgar o que o outro ganha como "muito" sem conhecer a realidade das classes trabalhadoras é muito fácil. O stress para explicar que devemos ser solidários, unidos, etc e tal... foi demais. E olha que tentei explicar isso pra gente que se diz cristão católico! Vi que aquele ditado que diz que "Pimenta nos olhos dos outros é refresco", é a mais pura verdade.

Agora, stress mesmo é a história dos blogs... Vamos deixar isso pra lá. Que o público julgue por si mesmo.

Quanto a mim, vou tratar de fazer coisas mais elevadas, como dar minha receita de Angu, por exempo.

Angu para quem não sabe é uma "papa" feita de fubá. Pode ser feito de farinha de mandioca também, mas o nome aí é "pirão" e não angu. Podemos classificar a polenta italiana como angu também, já que é feita de fubá. Mas a diferença é que o angu tem uma consistência mais mole e as carnes ou miúdos entram no seu preparo e não num molho a parte como na polenta.

Quando eu era criança comi muito angu.  Normalmente ele era feito de farinha de milho torrada (biju), muito alho, cebola cheiro verde e um ou dois ovos quebrados quando a panela fervia. Também podia ser feito de farinha de mandioca torrada e acrescentava-se caldo de feijão. Miúdos de frango eram acrescentados em épocas mais "gordas".

Mas o angu que faço hoje tem "requintes" que minha infância não permitia: bacon, linguiça calabresa ou paio e couve. Vamos lá, vamos deixar de fazer "angu" nas redes sociais e fazer angu no fogão.

 

RECEITA DE ANGU

- 3 ou 4 dentes de alho (quanto mais melhor, mas depende do gosto);

- 1 cebola cortada em cubinhos;

- 100 gr Bacom cortado em pedacinho pequenos;

- 200 gr de linguiça calabresa ou paio;

- 100 gr de fubá;

- 3 ou 4 folhas de couve;

- Cheiro verde;

- Sal e pimenta agosto

Coloque o bacon na panela e quando juntar gordura coloque o alho e a cebola para fritar. Em seguida coloque a linguiça para fritar também. Acrescente água fria, dois litros mais ou menos. Antes que levante fervura coloque o fubá (umas 100 gr ou mais) para não encaroçar. Mexa até dissolver bem o fubá. Coloque sal e pimenta a gosto. Use fubá pré-cozido, é mais rápido. O angu deve ficar ralo. Quando estiver quase cozido acrescente folhas de couve picadas em pedacinhos e cheiro verde a gosto. Cuidado na quantidade de fubá, senão você acaba fazendo uma polenta! A consistência é de uma sopa mesmo.



Escrito por Angela Rocha às 23h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Comentários...

Comentários interessantes que recebi no texto sobre "A dinãmica do Blog":

[Darlene] [Passa Quatro-MG]

Eu concordo com você, nós precisamos de blogs que realmente sejam fontes de pesquisa e que nos ajudem a crescer como catequistas que representam a igreja. Porque na maioria das vezes somos nós mesmos que temos que procurar meios pra crescermos e tem muita coisa escrita por aí que não acrescenta em nada. E as vezes ainda nos prejudicam, confundem nossa cabeça.

13/09/2011 13:53


[tania] [Taboao da Serra-SP]

Ângela! muito bom o que vc escreveu. Sou uma como digo "bebê catequista" apenas engatinhando na catequese. Tem 4 anos que fui chamada, despertei e desde então tenho uma sede de evangelizar muito grande, no começo os blogs me ajudavam muito e hj como vc mesma colocou nem tudo se aproveita. Esta semana uma catequista da pré-catequese veio me pedir fontes, pois estava precisando de material. O engraçado é que mandei os links, mas alertando ela a respeito da mistura de doutrinas, coisa da Nova Era que estão cada dia mais infiltrada nos blogs. Parabéns pela atitude de postar um texto assim, pois vejo que vc é uma catequista que fala em nome da Igreja católica e não fala por si.

13/09/2011 09:51


[IVANI ALVES RODRIGUES DA SILVA] [Igaratinga/Mg/Brasil]

Alguém precisava ter coragem para dizer isso. As vezes a gente até entra no jogo, pois tudo nos leva a crer que o errado é que é o certo. Somos cobrados o tempo todo a deixar recadinhos, colar selinhos e outras coisas mais. Triste é quando a gente busca ajuda para nosso trabalho semanal na catequese e não encontramos quase nada de importante, pois falta criatividade, espiritualidade, ardor missionário e sobra futilidades. Verdade tem que ser dita, doa a quem doer.

11/09/2011 21:54

Abençoadas meninas! Vocês estão absolutamente certas!

 



Escrito por Angela Rocha às 18h49
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Salmo

Salmo de ontem , dia 13. Dia em que comemoramos nossas Bodas de Prata:

Viverei na pureza do meu coração!

Eu quero cantar o amor e a justiça, cantar os meus hinos a vós, ó Senhor! Desejo trilhar o caminho do bem, mas quando vireis até mim, ó Senhor?

Viverei na pureza do meu coração!

Viverei na pureza do meu coração, no meio de toda a minha família. Diante dos olhos eu nunca terei qualquer coisa má, injustiça ou pecado.
Viverei na pureza do meu coração!

Farei que se cale diante de mim quem é falso e às ocultas difama seu próximo; o coração orgulhoso, o olhar arrogante não vou suportar e não quero nem ver.

Viverei na pureza do meu coração!
Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos; que eles estejam bem perto de mim! Aquele que vive fazendo o bem será meu ministro, será meu amigo.

Viverei na pureza do meu coração!



Escrito por Angela Rocha às 07h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sempre é melhor estar junto...



Escrito por Angela Rocha às 07h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O primeiro olhar...



Escrito por Angela Rocha às 12h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




AMOR AO PÉ DO ALTAR

Um texto lindo de Padre Zezinho com o qual presentei o meu marido hoje:

 

 

AMOR AO PÉ DO ALTAR


 

Existem rios que não secam, nem suas águas diminuem, porque de onde eles fluem, há uma fonte perene. Existem riachos tão limpos, que mesmo se alguém os turva em pouco tempo se limpam. Seu leito não vem da lama.

 

Existem amores tristes que já nem mais são amores. Não deu certo aquele sim. Arrastam sua existência sem saber qual o seu fim.

 

Eu, por mim, ainda creio nos amores mais serenos, que não nascem de repente, e foram cultivados, passo a passo, palmo a palmo, tranqüilos e sem venenos, pensados, dialogados, orados e acompanhados. Amores sem ameaças, sem “dá cá” “quero o que é meu”. E que não são possessivos, porque o “nós” é mais que o “eu”.

 

Existem amores puros, bonitos de a gente ver. Dá pra ver que tem ternura, paciência e mansidão. Cede ela, cede ele, e quem tiver que ceder, mas ninguém é derrotado , pois não é competição.

 

O amor quando é delícia, tem um pouco de malícia, pois não é amor ingênuo, mas tem seu lado inocente, insistente , persistente, de apostar que vai dar certo , se o outro estiver por perto, mesmo que venham problemas. O amor supera os dilemas.

 

Existem amores santos, voltados para o infinito. É o amor mais bonito que se possa imaginar. Os dois se querem com fome, sonham misturar seus nomes, seus corpos e corações. Sonham gerar novas vidas, querem ser parte de um todo. Pois acreditam que o céu tem algo a ver com os dois. Alguém maior do que tudo queria os dois numa carne, num encontro de ternura , mergulho de sentimentos, coisa de almas maduras.

 

Existem bons casamentos e casamentos feridos. Bons quando os dois conseguem ser esposa e ser marido. Feridos se um deles erra, e às vezes os dois erraram. Ele não é para ela , e nem ela é para ele a paz que tanto sonharam. Não deu certo aquela casa, rachou, fendeu, não protege, não tem mais chance nenhuma, não progrediu, não se rege. Uma das vigas da casa, algumas vezes as duas, perderam a sua força , não tiveram paciência. Perderam a inocência, não souberam suportar. E destelharam a casa, foram fundar outro lar.

 

Felizes aquelas almas que ainda sonham bonito, dentro de um sonho infinito maior que os dois sonhadores. Pois estes são os amores que acabam dando certo. É que eles sonham de perto, um vendo o outro sonhar e o sonho é tão delicioso, que na hora de acordar querem sonhar mais um pouco. De sonhos e de esperanças , e de bem-aventuranças, de perdão e sacrifícios, de paciência e ternura e do colo um do outro o casamento foi feito.

 

Mas se vai embora a ternura, e vem as palavras duras, as exigências terríveis e as cobranças impossíveis, “Você não faz nada por mim”, “Me prove que ainda me ama”, “Não vale a pena esta cama”, “Não vale a pena nós dois”, “Você não é mais aquela”, “Você que não é aquele”... Acabou o sentimento, acabou o casamento, o barco está soçobrando, um dos dois está sobrando, o amor não está queimando e nem mesmo há fogo brando. Aí a gente se assusta, pois quando um amor se apaga duas estrelas se apagam no céu da comunidade. Por mais que se reacendam em qualquer outro lugar fica a lembrança do barco que não conseguiu chegar.

 

Que o amor de vocês dois, que é feito de tantos sonhos tenha um futuro risonho, e se surgirem dilemas, não importam os problemas, vocês irão resolver.

 

Com meus amigos eu acho que vocês dois são riachos cujo encontro foi perfeito, foram limando os defeitos e o que sobrou é bonito, há um amor infinito, brilhando agora nos dois. E a gente que veio à festa, lhes dá um beijo na testa, e os abençoa serena. Amor assim vale a pena. Sejam felizes pra sempre.

 

Se não pedir demais, arranjem um, dois ou mais queridos como vocês, pois onde houver dois ou três, Jesus vai estar no meio. Foi pra isso que Ele veio, pra santificar a gente.

 

Parabéns, vocês se amam. Coragem, vão precisar. Mas do jeito que se amam, continuem a sonhar. Tem Deus neste casamento. Por isso é um sacramento!

 

Autor: Pe. Zezinho

 



Escrito por Angela Rocha às 08h12
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


angela,foto
 
Angela Rocha
BRASIL, Sul, LONDRINA, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Livros, Música, Catequese
Outro - e-mail: angprr@uol.com.br
Histórico
    Categorias
      Todas as Categorias
      Link
      Citação
      Textos
    BLOGS QUE INDICO
      BLOG DO PAULO (Filhão! Meu claro...)
      Catequese e Biblia -CNBB
      catequistapontocom
      Viagem teen
      Conforto e equilíbrio
      Vinde todos evangelizar
      Catequese São José
      Amando a catequese
      Blog da Edimeli
      Catequistas Unidos
      Catequese Rainha Santa Isabel
      Bíblia on line
      Portal de Catequese Católica
      Então vamos pensar
      BANDFOTO - Marcos Arruda
      Padre Zezinho
      Catequisar.com
      Catequese - Jorge
      Diocese de Guarapuava
      CNBB
      Catolicanet
      Projeto Releituras
      Pasta UOL MAIS Angela
      Oficina da Criatividade
      Desmancha pontos
      Vinde e Vede Jesus
      Respingos do cotidiano
      CEBI - Centro de Estudos Bíblicos
      Catequese Salto Grande
      BLOG CATEQUESE - EDITORA VOZES
      Blog da Moema
      Quero ser comunidade
      Blog da Clara
      Portal da Família
      Sou Catequsita de IVC
      Jardim da Fé
      Paroquia N Sra Auxiliadora - Londrina
      Cheiro de flor quando ri
      Lectionautas Brasil
      Catequista semeando amor
      Para Jesus Comics
    Votação
      Dê uma nota para meu blog


    PageRank




    Translate to english the blog

    Angela Rocha

    Criar seu atalho