VIAJANDO...

Esta carta é para você ler enquanto estiver viajando... Ou viajar enquanto estiver lendo, dependendo do momento e do sentimento...

Ao retirar aquela mala, já gasta do armário, pode ser que te venha um sentimento de nostalgia, pode ser que nela, tenha etiquetas grudadas de lugares e viagens maravilhosas que você já tenha feito com ela. Ou pode ser que você olhe pra ela e chegue a conclusão que é vergonhoso viajar com algo tão velho... E vá correndo ao shopping comprar uma nova. Ou pode ser ainda, que você tenha uma mala estalando de nova, pedindo uma viagem assim, internacional, para ser usada! Seja qual for o caso, vá colocando encima da cama, abrindo e depositando aquilo que é imprescindível numa viagem:

Antes de tudo, pense nos pés. São eles que vão te levar. Eles precisam estar confortáveis e aquecidos se estiver frio. Arejados se estiver calor. Precisam ser pesados se o caminho for difícil, leves se for de areia, impermeáveis se for de chuva. E, além de meias, sapatos, chinelos e sandálias...  Coloque aí no meio um pouco de direção, suavidade, mensagem. E deseje, de coração, com olhos bem fechadinhos: “Que eles me levem onde eu tiver que ir e me tragam melhor do que fui.”.

Agora pense no teu corpo. Calças, camisas, cuecas, pijama (É! Mesmo que você não use, sabe-se lá onde vai ter que dormir.), jaquetas, camisetas... Enfim, tudo aquilo que te cobre e recobre. E ao separar todas essas peças, sinta em teu corpo todos os toques e abraços de todas as pessoas que te desejam uma boa viagem. Quando estiver com frio, agasalhe-se como se estiver sendo acolhido num caloroso abraço de amigo. Se estiver um sol danado, sinta na pele o calor como se fosse um toque Dele, a te lembrar que apesar de tudo, Ele, vai estar sempre lá, nascendo todos os dias. Pode ser encoberto por nuvens as vezes, dá uma voltinha durante a noite, mas volta....

Não esqueça de levar a tua bíblia, o teu celular, teu notebook, tua máquina fotográfica... Tua boa vontade, tua paciência, tua perseverança, teu amor, tua compreensão, tua aceitação... Encontrará coisas lá, que podem te abalar até as estruturas. Então leve também um pouco de material para reconstrução: Fé. Muita fé em Deus. Leve esperança também, consolo e alegria. Alegria? Num lugar marcado pela tristeza? Sim, alegria. As pessoas sempre estão precisando disso...